ONU lança campanha contra cólera na Somália

16 dezembro 2011

Desde o início do ano, cerca de 60 mil casos de diarreia aguda aquosa e cólera foram registados nas regiões centro e sul da Somália, do quais 75% em crianças com menos de cinco anos.

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

A Organização Mundial da saúde, OMS, lançou, esta sexta-feira, uma campanha contra o cólera em Mogasdício, capital da Somália, para travar a propagação entre a população.

A chefe da equipa da OMS no Corno de África , Christian Lindmeier, disse que o objectivo é assegurar que todas as famílias tenham pelo menos uma pessoa que saiba como impedir a contaminação e o que fazer em caso de doença.

Crianças

Desde o início do ano, cerca de 60 mil casos de diarreia aguda aquosa e cólera foram registados nas regiões centro e sul da Somália, dos quais 75% em crianças com menos de cinco anos.

Em novembro, o país notificou 63,300 casos, que atingiram maioritariamente mulheres e crianças.

O maior surto de cólera na Somália registou-se em 2007, ano que notificou 67 mil casos.

A OMS assinalou que também em Djibuti, os casos de diarreia aguda aquosa subiram em novembro em relação a outubro, apesar de uma tendência para redução.

As autoridades sanitárias deste país africano referem ter aberto um centro de tratamento de cólera para atender os doentes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud