ONU lança aplicação iPhone que calcula nível de CO2

14 dezembro 2011

Iniciativa destaca importância dos ecossistemas para combater a mudança climática e ajuda usuário de telemóvel a perceber quanto gasta em carbono nas suas normais atividades diárias.

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

As Nações Unidas lançaram nesta terça-feira a aplicação Blue and Redd Carbon para telemóveis iPhone que permite calcular o consumo diário de dióxido de carbono, CO2.

Produzida pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, a aplicação foi lançada durante a abertura do Pavilhão One da ONU na Cimeira De Olho na Terra em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Origem do conceito

Um evento que juntou filantropos, líderes empresariais, funcionários de Governos e especialistas técnicos para tratar de assuntos de acesso a dados e conhecimentos ambientais.

O nome da aplicação gratuita tem duas origens.

Por um lado, vem do Carbono Azul, um conceito que promove a melhor gestão de ecossistemas costeiros que servem como afundadores de carbono vitais e podem armazenar até 1 900 toneladas de CO2 por hectare.

Por outro lado, vem do Programa Colaborativo da ONU para Redução das Emissões através de Desflorestação e Degradação de Florestas, Redd, uma iniciativa que visa criar valor financeiro com o carbono armazenado nas florestas, oferecendo incentivos para países desenvolvidos para reduzir emissões e investir em tecnologias de baixo teor de CO2 para o desenvolvimento sustentável.

Funcionalidade

Nessa aplicação os utilizadores introduzem os detalhes do seu quotidiano através dos sítios por onde passam – seja por via aérea ou terrestre, e descobrem a área equivalente num ecossistema, como a floresta tropical, que é necessário para compensar esse gasto diário de CO2.

O cliente tem acesso a sugestões e diretrizes para saber de que forma limitar a degradação ambiental de ecossistemas através de ações, como por exemplo, a compra de peixes com origem sustentável.

A aplicação mostra os serviços naturais disponíveis pelos ecossistemas como a proteção da orla costeira contra tempestades, o apoio à pesca e o fornecimento de materiais como a madeira e os medicamentos.

Mudança climática

Esta aplicação informa ainda sobre o papel dos ecossistemas costeiros e terrestres para armazenar e retirar CO2, e chama a atenção para a importância de ecossistemas como as florestas de mangue e pastos marinhos no combate à mudança climática.

De acordo com comunicado do Pnuma, os ecossistemas florestais fornecem a mais de mil milhões de pessoas rendimentos e emprego e contribuem com cerca de US$ 468 mil milhões para a economia global.

As florestas tropicais equatoriais tambem contêm cerca de metade de todas as espécies de flora e fauna conhecidas no planeta, o que torna a sua preservação vital para um futuro sustentável.

A aplicação está disponível em árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, japonês e russo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud