ONU recomenda conteúdos digitais em várias línguas para quebrar barreiras
BR

6 dezembro 2011

Comissão Econômica para África realizou reunião sobre o tema; órgão quer partilha de informações e conhecimentos, o que não ocorre quando o universo online é concentrado em apenas alguns idiomas.

[caption id="attachment_203114" align="alignleft" width="350" caption="Ideal ter informação em várias línguas"]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.*

A África registra o aumento mais rápido em números de celulares no planeta, mas apenas 3% do tráfego mundial de internet ocorre no continente.

A estatística foi apresentada na Semana de Ação para a Partilha da Informação Global, organizada pela Comissão Econômica para África, ECA.

Conselho

Na reunião, em Addis Abeba, capital da Etiópia, foi apresentado o estudo “Tradução = Acesso. Romper com a Última Barreira à Informação”. Os dados foram levantados pelo presidente do  conselho da Associação de Globalização e Localização, Hans Fernstermacher. Para ele, a língua é justamente a barreira ao fim das disparidades digitais.

Segundo Fernstermacher, a época atual é marcada por uma “explosão de conteúdos” online. Ele citou a criação de 140 milhões de tweets por dia e a criação de 60 mil sites na internet.

Por isso, o especialista ressalta a necessidade de um conteúdo online em vários idiomas. Fernstermacher acredita que o maior desafio é fazer com que a informação digital diária esteja em uma língua que o usuário entenda.

*Apresentação:  Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud