Tribunal da ONU emite mandado de prisão contra ministro da Defesa do Sudão
BR

2 dezembro 2011

Segundo alegações, Abdelrahim Mohamed Hussein teria chefiado forças de segurança contra civis na província de Darfur; crimes ocorreram entre 2003 e 2004, e levaram 4 milhões de sudaneses a fugir de suas casa.

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.*

O promotor-chefe do Tribunal Penal Internacional, TPI, emitiu um mandado de prisão do ministro da Defesa do Sudão, Abdelrahim Mohamed Hussein.

Segundo Luis Moreno Ocampo, Hussein é acusado de participação em crimes de guerra e contra a Humanidade, cometidos na província de Darfur entre 2003 e 2004.

Recrutamento

O promotor-chefe afirmou que há indicações de que as forças do Estado sudanês, coordenadas por Hussein, realizaram ataques contra civis. Os crimes foram cometidos em cidades e aldeias do oeste de Darfur. Durante o cerco, as áreas também foram bombardeadas. Há relatos de que os locais foram saqueados levando 4 milhões de pessoas a fugir da violência.

Este é o quarto caso do TPI contra acusados de crimes em Darfur. Em 2007, foram emitidos mandados de captura contra Ahmad Harun e Ali Kushayb. O presidente do Sudão, Omar Al-Bashir também é procurado por crimes de guerra e contra a Humanidade e genocídio.

No próximo dia 15, Luis Moreno Ocampo estará em Nova York para discursar, no Conselho de Segurança, sobre a violência em Darfur.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud