Unido: Produção industrial mundial cresceu, apesar de instabilidade do euro

1 dezembro 2011

Relatório da agência aponta ligeiro crescimento de produção no mundo; análise é feita por comparação de períodos do ano e por setor industrial.

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

No penúltimo trimestre deste ano e mesmo debaixo da instabilidade financeira da zona euro, o mundo registou aumento da produção industrial.

A informação foi avançada por um relatório publicado nesta quinta-feira pela Organização da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Unido.

Crescimento

De acordo com o documento, o terceiro trimestre de 2011 conheceu um crescimento ligeiro, comparado com os três meses anteriores, um valor que equivale a um aumento de 5,5% comparado com o período homólogo de 2010.

Uma boa notícia, já que um crescimento consistente da produção industrial das maiores economias, indica que não é de prever uma recessão mundial na área, segundo o estudo.

Esse crescimento é atribuido principalmente aos países em desenvolvimento onde a produção aumentou 13%. Só na China, essa produção - que cresceu 14,5% - corresponde a quase metade da obtida pelo conjunto dos países em desenvolvimento. Os países industrializados somaram uma média de 3,3% no crescimento.

Recessão

O impacto da instabilidade da zona euro ainda só afetou alguns países. Na Europa, a Alemanha foi país que registou maior crescimento de produção industrial, com 9,6%

Países como França e Reino Unido tiveram um crescimento moderado. No entanto, a Itália, a Grécia, Portugal e Espanha registaram uma quebra de produção nesse trimestre.  Já no Brasil registou-se um crescimento ligeiro de 0.1%.

O relatório também discrimina os crescimentos por setor industrial. Enquanto os países industrializados se destacaram pela alta tecnologia e pela produção de veículos motores, máquinas de escritório e informática, os países em desenvolvimento dominaram na área de produtos de base como os alimentares, têxteis, vestuário e metalurgia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud