Taxa de homicídios entre adolescentes é o dobro da média nacional
BR

30 novembro 2011

Segundo indicadores do Unicef, em relatório divulgado nesta quatra-feira, em 2009, a taxa de mortalidade entre brasileiros de 15 a 19 anos era de 43,2 para cada grupo de 100 mil adolescentes, contra 20 homicídios/100 mil da população como um todo.

 

 

[caption id="attachment_208250" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Unicef Brasil"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

 

Um relatório das Nações Unidas sugere que o número de homicídios entre adolescentes no Brasil representa o dobro da taxa para todo o país. Enquanto mais de 43 adolescentes em cada grupo de 100 mil são mortos, na população geral, são 20 homicídios por 100 mil pessoas.

O dado faz parte do relatório Situação da Adolescência Brasileira, lançado nesta quarta-feira pelo Unicef, em Brasília.

Evolução

O estudo mostra o que pensam e como vivem os brasileiros de 12 a 17 anos, e como superar as desigualdades enfrentadas pela maioria dos adolescentes. Ao todo, o país tem 21 milhões de pessoas nesta faixa etária.

Participaram do lançamento adolescentes brasileiros e a representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier.

O documento analisou a evolução a partir de 10 indicadores entre 2004 e 2009. Houve avanços em oito indicadores. A extrema pobreza sofreu um leve retrocesso.

O relatório alerta ainda que os adolescentes têm alguns de seus direitos mais violados do que outros grupos da população. Houve progressos importantes na educação, mas 20% dos adolescentes ainda estão fora da escola.

Para combater os problemas, o Unicef sugeriu ações imediatas como a criação de uma política pública para por fim aos homicídios de adolescentes e um plano específico no Plano Nacional de Educação para os adolescentes que não frequentam o colégio.

*Apresentação: Leda Letra.

Nota: Em comunicado à imprensa em 1º de dezembro, o Unicef corrigiu a menção relativa a 20% de adolescentes fora da escola, informando que o dado correto é 14,8%.
 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud