Empresa que comercializa açaí nos EUA junta-se à ONU em ação ambiental
BR

29 novembro 2011

Produtora de sucos, Sambazon, comprometeu-se a treinar 7 mil agricultores na Amazônia brasileira; iniciativa, que envolve mais três firmas, foi anunciada, na África do Sul, nesta segunda-feira.

[caption id="attachment_208176" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Sambazon"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Uma empresa americana que vende produtos orgânicos à base de açaí, nos Estados Unidos, juntou-se a uma iniciativa global para promover energia limpa e proteção do meio ambiente.

Considerada líder mundial na comercialização do açaí certificado, a Sambazon prometeu treinar 7 mil agricultores da fruta em técnicas orgânicas e ecologicamente corretas.

Energia Limpa

A iniciativa foi anunciada em Durban, na África do Sul, onde está ocorrendo a Conferência Sobre Mudança Climática da ONU, COP 17.  A adesão da empresa americana, ao lado de outras três companhias faz parte da iniciativa global “Business Call to Action” ou “Chamada de Negócios à Ação”.

A gerente do projeto, Amanda Gardiner, disse que “o acesso à energia limpa é fundamental para a construção de um mundo mais saudável e próspero.”

Além da Sambazon, participam da ação, a d.light, uma firma de energia solar, que atua em mais de 40 países; a Oando Marketing, número 1 do mercado de marketing de petróleo e gás na Nigéria, e a a Solar Now, que investe em energia solar e barata para milhões de pessoas nos países em desenvolvimento.

Uso Sustentável

O diretor-executivo da Sambazon, Ryan Black, afirmou que a empresa está providenciando formas alternativas de sustento para mais de 2,5 mil pessoas na Amazônia brasileira, além de assegurat o uso sustentável de 700 mil hectares da floresta.

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, mais de 12 milhões de pessoas de renda baixa na África, na Ásia e na América Latina, deverão ter acesso a formas de energia limpa após a decisão das quatro empresas de aderir à iniciativa.

Além disso, as companhias se comprometeram em criar cerca de 42 mil empregos sustentáveis até 2016.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud