Conselho de Segurança faz sessão especial sobre novas ameaças à paz
BR

23 novembro 2011

Reunião, dirigida por Portugal, aborda problemas como tráfico humano, pandemias, desastres naturais e aumento do número de pessoas deslocadas por mudanças climáticas.

[caption id="attachment_202732" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança da ONU "]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os países-membros do Conselho de Segurança da ONU debateram, nesta quarta-feira, uma série de ameaças consideradas “invisíveis” à segurança internacional.

Entre elas os efeitos das mudanças climáticas sobre o deslocamento de pessoas, pandemias e o tráfico de seres humanos.

Mais Atenção

A reunião foi presidida pelo chanceler de Portugal, Paulo Portas. Antes do encontro, ele contou à Rádio ONU, em Nova York, que estes temas devem receber mais atenção por parte dos governos.

“O que que as alterações climáticas geram na situação internacional, o que as migrações têm como consequência na vida dos povos. O que certos tipos de tráfico e de crime organizado, em que eles alteram o cotidiano das família e da sociedade, também as pandemias. Enfim, um conjunto de matérias que têm uma enorme atenção por parte das sociedades civis, e às quais os Estados nem sempre estão atentos como deviam, e que nós pensamos que era muito importante trazer para a agenda.”

Participaram do encontro o alto comissário para Refugiados, António Guterres, o chefe do Escritório sobre Drogas e Crime, Unodc, Yuri Fedotov, e também a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde, Margaret Chan, que falou por videoconferência.

Durante este mês de novembro, em que está ocupando a presidência rotativa do Conselho de Segurança, Portugal tem realizado vários debates de alto nível. O primeiro, sobre proteção de civis, no último dia 9, foi dirigido pelo presidente Aníbal Cavaco Silva.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud