Chanceler de Portugal quer aumentar presença de empresas do país no Brasil
BR

23 novembro 2011

Titular dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, diz que seu país também está aberto para companhias brasileiras.

[caption id="attachment_207834" align="alignleft" width="350" caption="Paulo Portas"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal disse que o Brasil é um dos destinos favoritos de seu país na nova estratégia de aumentar a presença de empresas portuguesas no exterior.

Paulo Portas, que assumiu o posto em junho, contou à Rádio ONU, que está trabalhando para fortalecer o intercâmbio comercial entre os dois países.

Zona do Euro

“Quando eu digo, que eu vou lutar para que as empresas portuguesas sejam bem recebidas no Brasil, para que os nossos produtos sejam bem colocados no Brasil, para que o mercado brasileiro seja atrativo para internacionalizar a economia portuguesa, também digo ao mesmo tempo: estou aberto para o investimento brasileiro em Portugal.”

A estratégia do ministro faz parte de uma nova política de “diplomacia econômica” que pretende usar a rede consular de Portugal para ajudar o país a sair da crise, que afetou a zona do euro.

Segundo Paulo Portas, cada Embaixada e cada Consulado português devem ajudar, a partir de agora, a sincronizar esforços diplomáticos e de comércio para promover empresas portuguesas, marcas portuguesas e Portugal em si.

Neste mesmo contexto, o ministro avisou que irá fortalecer os laços com os demais países lusófonos aproveitando o idioma em comum para aumentar também a parceria comercial de Portugal com as nações africanas de língua portuguesa, Timor-Leste e a região de Macau, na China.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud