Ban Ki-moon pede mais esforços para energia acessível em África

21 novembro 2011

Comemoração deste ano do Dia da Industrialização de África ressalta acesso a fontes de energia modernas e não prejudiciais para desenvolvimento industrial rápido e criação de empregos.

[caption id="attachment_207845" align="alignleft" width="350" caption="Energia sustentável deve ser prioridade"]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

O Secretário-Geral da ONU pediu no domingo maiores esforços para garantir a 600 milhões de africanos uma energia sustentável e a preço razoável e permitir uma aceleração do desenvolvimento económico e social do continente.

“Alcançar esses objetivos pode ajudar a terminar com a insuficiência energética e canalizar uma revolução de energia limpa que beneficie toda a humanidade’’, segundo Ban Ki-moon, na data em que as Nações Unidas comemoravam o Dia da Industrialização de África.

Elemento-chave

Em comunicado sobre a celebração anual, Ban referiu que “uma energia durável, eficiente e o preço acessível são elementos-chave para um desenvolvimento industrial, a criação de empregos decentes e o aumento da capacidade produtiva’’.

“Fontes de energia modernas podem diminuir a dependência em matérias-primas, reduzir a vulnerabilidade a choques externos e aumentar a resistência económica”, acrescentou.

Agenda do desenvolvimento

Para Ban, a energia deve ser uma prioridade na agenda do desenvolvimento, no sentido que as soluções alcançadas não sejam prejudiciais para o meio-ambiente, o clima e o bem-estar das populações.

O próximo ano enquanto Ano da Conferencia da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, é visto pelo Secretário-geral como uma grande “oportunidade para reforçar a ação internacional e o investimento” nesta questão energética.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud