PAM aprova assistência alimentar para o Iémen

18 novembro 2011

Programa também levará ajuda em combustível a agências da ONU e ONG’s no terreno; PAM prevê alimentação de crianças com graves problemas de desnutrição.

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

As Nações Unidas aprovaram uma ajuda alimentar para  o Iémen. O país está a sofrer com a inflação dos preços dos alimentos, a escassez de combustível e a instabilidade política.  Com isso, o Iémen ficou exposto também à volatilidade internacional dos preços da alimentação, uma vez que o país exporta 90% do que consome.

Ao anunciar o orçamento de ajuda alimentar, Gaëlle Séverin, porta-voz do Programa Alimentar Mundial, PAM, sublinhou os casos infantis no terreno.

Desnutrição Crónica

Ela afirmou que o  PAM prevê a nutrição de 3,5 milhões de pessoas em situação de segurança alimentar grave e ressaltou que mais de 50 % das crianças sofrem de desnutrição crónica,  e 13% sofrem de desnutrição aguda. Segundo Gaëlle, se for comparada a taxa de regressão do crescimento infantil, a do Iémen é a mais elevada do mundo, logo a seguir à do Afeganistão.

Esta semana, na reunião do Comité de Administração do Programa, em Roma, foi aprovado um aumento do orçamento para a assistência humanitária no Iémen, o que corresponde a um total de pelo menos US$ 90 milhões.

Gasolina

Nesta altura, o PAM, abastece agências da ONU e ONG’s no terreno, com um total de 54 mil litros de gasolina para que prossigam com a assistência humanitária. As deslocações internas, no norte e sul do país tornam os iemenitas mais vulneráveis.

O aumento da insegurança impede o acesso da ajuda humanitária a várias zonas. O PAM conseguiu aceder aos distritos rurais de Sanaa, capital do país, sob conflito e alargou a assistência aos deslocados internos, um número que atinge os 116,800 beneficiários de ajuda.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud