Convenção da Unesco debateu Património Imaterial na Etiópia

18 novembro 2011

Iniciaiva visa fortalecer as capacidades de quadros nacionais para implementar e salvaguardar o património cultural intangível; Unesco reconhece que a implementação efectiva deste instrumento depende de profundo conhecimento e compreensão de todos os agentes do sector da Cultura e do Turismo.

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, defendeu a necessidade de introduzir, ao nível global, mecanismos para a implementação da Convenção do Património Cultural Imaterial.

Para alcançar o objectivo, a agência realizou esta semana na capital etíope, Addis Abeba, um seminário de capacitação a funcionários públicos do ramo da Cultura e Turismo, académicos e membros da sociedade civil.

Quadros Nacionais

Em nota, a agência refere que a iniciativa visa fortalecer as capacidades de quadros nacionais para implementar e salvaguardar o património cultural intangível. O comunicado assinala que o encontro de Addis Abeba pretendia ainda dotar os 32 participantes de conceitos básicos sobre os mecanismos de conservação do Património Cultural Imaterial.

A Unesco reconhece que a implementação efectiva deste instrumento depende de profundo conhecimento e compreensão de todos os agentes do sector da Cultura e Turismo.

O seminário foi orientado por dois facilitadores que integram uma rede de 65 especialistas que participam de uma série de formação sobre como utilizar os currícula da Unesco concebidos especificamente para aumentar a capacidade de implementação da Convenção do Património Cultural Imaterial.

A estratégia desta capacitação global conta com o apoio do Fundo do Património Cultural Imaterial da Unesco.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud