Relatora defende mais esforços para combater pobreza no Timor-Leste
BR

18 novembro 2011

Magdalena Sepúlveda encerrou uma viagem oficial ao país de língua portuguesa, nesta sexta-feira, e disse que há disparidades entre moradores de áreas urbanas e rurais.

[caption id="attachment_207763" align="alignleft" width="350" caption="No Timor, desigualdade nas áreas rurais"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A relatora especial da ONU sobre Pobreza Extrema e Direitos Humanos, Magdalena Sepúlveda, afirmou que deve haver um esforço maior para combater a pobreza no Timor-Leste.

Ela falou a jornalistas, em Díli, capital do país, após encerrar uma viagem de uma semana à nação de língua portuguesa, no sudeste da Ásia. Segundo a relatora, muitos timorenses, principalmente os que vivem em áreas urbanas, ainda precisam ser beneficiados com o progresso e a redução da pobreza.

Desigualdades

No próximo ano, o Timor-Leste completa 10 anos de sua independência da Indonésia, que anexou o Timor após a saída dos portugueses em meados dos anos 70.

Para a relatora da ONU, existe uma “desigualdade entre os moradores das cidades e os de áreas rurais.”

Ele se reuniu com membros do governo, da sociedade civil, camponeses e representantes de ONGs no país asiático.

Magdalena Sepúlveda reconheceu os esforços do governo de reduzir a pobreza num cenário pós-conflito. Mas segundo ela, “os mais ricos da sociedade timorense possuem uma riqueza quase 180 vezes superior à dos mais pobres”.

Saúde e Educação

A relatora da ONU destacou alguns aspectos do orçamento timorense para 2012 que destina mais de 6% das despesas para a área de educação, menos da metade para a saúde, e somente 1% para a agricultura.

Magdalena Sepúlveda também pediu o fim das barreiras geográficas, de gênero, língua e outros aspectos que impedem o avanço do povo timorenese.

O relatório final deverá ser apresentado ao Conselho de Direitos Humanos no próximo ano.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud