Unctad diz que cooperação Sul-Sul pode ser vital em momento de crise mundial

17 novembro 2011

Em relatório sobre Países Menos Desenvolvidos, LDC, agência mostra potencialidades, mas sugere que ação deve ser complementar da cooperação tradicional Norte-Sul.

[caption id="attachment_207721" align="alignleft" width="350" caption="Estratégia atual é focada nas exportações"]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, tornou público nesta quinta-feira o relatório anual sobre os Países Menos Desenvolvidos, com o subtítulo “O Papel Potencial da Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável”.

Ao longo do documento, a Unctad argumenta que a dinâmica das economias do Sul podem oferecer oportunidades de evolução aos países menos desenvolvidos. No entanto, o organismo refere que é necessária uma estrutura com políticas adequadas para alicerçar as potencialidades destas parcerias emergentes.

Crise Económica

Neste momento, as perspectivas, a médio prazo para os países menos desenvolvidos são pouco favoráveis, em relação às da última década. Uma situação que, segundo a Unctad, se deve à conjuntura em baixa das economias desenvolvidas e à incerteza das dinâmicas subjacentes ao reequilíbrio da economia mundial.

A estratégia atual dos países menos desenvolvidos consiste num crescimento com base nas exportações, mas a recuperação do desempenho no setor tem sido fraca se comparada com os valores de 2008.

A balança do comércio de mercadorias tornou-se negativa durante e depois da crise, o que causou um agravamento do estado atual da balança de pagamentos.

O Relatório aponta ainda que os países menos desenvolvidos continuam a ter um papel secundário na economia global, apesar de um certo crescimento durante o início e meados da primeira década do século 21 e de uma aparente resistência à recessão mundial.

Sul-Sul

O Relatório chama atenção para o fato de que as possibilidades de emergência dos países menos desenvolvidos através da promoção da cooperação financeira Sul-Sul devem ser vistos como uma alternativa e não um substituto ao desenvolvimento oficial e tradicional. Para a Unctad, as novas oportunidades da parceria Sul-Sul só podem funcionar como complemento da cooperação tradicional Norte-Sul.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud