Impacto do conflito na Somália sobre crianças preocupa Unicef
BR

15 novembro 2011

Fundo diz que aumento da violência tem efeitos piores sobre população infantil; muitas crianças estão morrendo ou sendo feridas pelos confrontos.

[caption id="attachment_207617" align="alignleft" width="350" caption="Somália vive conflito civil desde os anos 90"]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.*

A escalada de violência no conflito da Somália está tendo um impacto maior sobre crianças. O alerta partiu do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, nesta terça-feira.

Em comunicado, o Fundo chamou a atenção para o grande número de civis e crianças vítimas do fogo cruzado no sul e centro do país do leste da África. A Somália vive um conflito civil entre militantes islâmicos, milícias e forças de segurança desde os anos 90.

Lei Internacional

Somente em outubro, 24 crianças morreram e 54 ficaram feridas.

Desde o início deste ano, o conflito matou 100 menores e deixou 300 feridos.

O representante do Unicef para a Somália, Sihander Khan, disse que pela lei internacional, “as crianças têm de ser protegidas imediatamente de atos hostis”.

Desde 2005, o sistema das Nações Unidas tem registrado graves violações dos direitos das crianças na Somália. Vários menores foram assassinados, mutilados e se tornaram vítimas de exploração infantil.

Há relatos também de violência sexual, sequestros de crianças, ataques a escolas e hospitais e impedimento do acesso de trabalhadores humanitários aos menores somalis.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud