ONU diz que recebeu carta sobre situação do surto de cólera no Haiti
BR

9 novembro 2011

Texto foi entregue por Instituto para Justiça e Democracia no Haiti; segundo porta-voz, uma cópia foi enviada à Minustah, a Missão da ONU no país, organização está analisando documento. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York. 

O porta-voz do Secretário-Geral das Nações Unidas, Martin Nesirky, confirmou que a organização recebeu uma carta sobre a situação do surto de cólera no Haiti. Ele disse que o documento foi entregue pelo Instituto para Justiça e Democracia no Haiti, na sexta-feira. 

Ao responder a várias perguntas dos jornalistas, o porta-voz disse que ainda não podia comentar o conteúdo da carta que está sendo analisado. 

Origem da Doença 

Martin Nesirky afirmou que o foco das Nações Unidas é ajudar a controlar o surto do coléra no Haiti. Ele lembrou que Ban Ki-moon nomeou, em janeiro, um painel para examinar a causa da contaminação no país. E que o painel concluiu que seria impossível determinar a origem da doença na ilha caribenha. O grupo terminou o inquérito em maio. 

De acordo com agências de notícias, o Instituto para Justiça e Democracia no Haiti, uma organização de direitos humanos, com sede em Boston, estaria pedindo indenizações para cada vítima do cólera. 

Até julho deste ano, a doença havia matado cerca de 5,5 mil pessoas e contaminado mais de 345 mil na ilha caribenha. 

Segundo o porta-voz, a preocupação da Missão da ONU no Haiti é conter o surto da doença e socorrer os que foram afetados pelo cólera.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud