Darfur: Ataque mata capacete azul da Unamid e fere outros dois

8 novembro 2011

Ban Ki-Moon critica atentado à Missão Conjunta da União Africana e da ONU no Sudão; conflitos locais desde 2003 já obrigaram milhões de pessoas a deixar suas casas.

[caption id="attachment_207237" align="alignleft" width="350" caption="Atentado ocorreu perto de Nyala "]

Susete Sampaio, da Rádio ONU em Lyon.

O Secretário-Geral da ONU condenou o ataque contra uma patrulha de capacetes azuis da Operação da União Africana e das Nações Unidas no Darfur, Unamid.

O atentado, perto de Nyala, deixou um morto e dois feridos. A manifestação de violência ocorre um mês depois do assassinato de três capacetes azuis numa emboscada no norte do Darfur.

Clima hostil

Ban Ki-moon deu os pesâmes às famílias das vítimas. Ele disse esperar que “o governo sudanês leve rapidamente os autores do ataque à Justiça”.

A Unamid, formada em 2008, já perdeu mais de 30 membros com a violência no Darfur. Muitos morreram em ataques de grupos armados e bandidos que escolheram vários trabalhadores humanitários como alvo.

A província de Darfur vive um conflito armado desde 2003, entre as forças do governo, as milícias e os rebeldes. Um contexto de insegurança que obrigou milhões de civis a refugiar-se noutras zonas do país ou mesmo a fugir para os países vizinhos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud