Ban pede a G-20 que demonstre “ousadia” para resolver crise mundial
BR

26 outubro 2011

Carta do Secretário-Geral foi encaminhada aos líderes das 20 maiores economias do mundo; reunião está marcada para 3 e 4 de novembro em Cannes, na França.

[caption id="attachment_206795" align="alignleft" width="350" caption="Encontro, em novembro, será na França "]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas pediram aos líderes do G-20, o grupo das 20 maiores economias globais, que ouçam a voz dos protestos que estão sendo realizados em todo o mundo.

Numa tradicional carta ao grupo, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos líderes internacionais que demonstrem “ousadia” para resolver a crise econômica global.

Incerteza

O G-20, do qual o Brasil participa, se reunirá em Cannes, na França, nos próximos dias 3 e 4 de novembro.

Ban afirmou que “os protestos públicos são uma manifestação de fatos óbvios como a incerteza da economia, a volatidade dos mercados e a crescente desigualdade que chegou a um ponto crítico.”

O Secretário-Geral afirmou que “em todos os lugares, as pessoas estão perdendo a fé em seus governos e nas instituições públicas.” Para ele, o G-20 tem uma oportunidade histórica de mostrar uma “liderança ambiciosa”, como foi o caso do encontro de dois anos atrás em Londres.

Consequências

Ban Ki-moon finalizou a carta aos líderes do G-20 dizendo que o mundo não tem mais como arcar com as consequências da crise e de orçamentos austeros que atingem, de forma mais dura, os mais pobres, o planeta, a juventude e as mulheres.

Ele lembrou que os menos culpados pela crise são os que estão pagando, agora, o preço mais alto da recessão global.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud