Concessão sobre aeroporto de Natal é citada em relatório da ONU
BR

13 outubro 2011

Monitor Política de Investimentos, da Unctad, avalia incentivo de países à promoção do comércio; medida brasileira figura em capítulo sobre privatizações de estatais.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

A decisão do governo brasileiro de privatizar o aeroporto São Gonçalo do Amarante, em Natal, foi citada num relatório da ONU, divulgado nesta quinta-feira.

Segundo o documento “Monitor Política de Investimentos”, a concessão, vencida por um consórcio brasileiro-argentino, foi uma das medidas de promoção e liberalização do comércio tomada pela maioria dos países pesquisados este ano.

Regras Locais

O relatório é compilado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad.

A revisão periódica analisou decisões de governos que entraram em vigor entre abril e setembro deste ano.

A Unctad afirma que muitos países da Ásia e da Europa introduziram novas políticas de promoção ao investimento ao simplificar as regras locais e aumentar a proteção aos investidores estrangeiros.

Medidas Protecionistas

De acordo com a agência da ONU, em termos gerais, a crise econômico-financeira mundial ainda não causou nenhum impacto em políticas nacionais de investimento. Mas as grandes economias estão, cada vez mais, preocupadas com as consequências futuras para investimentos internos e externos.

Um dos exemplos é o receio sobre possíveis choques macroeconômicos e o retorno da recessão que poderiam levar a um aumento de medidas protecionistas.

No capítulo sobre privatizações, o Brasil é citado ao lado da Polônia que vendeu um terço da participação que tinha na maior empresa de carvão de cozinha da Europa, e dos Emirados Árabes Unidos que abriu o setor nacional de energia e dessalinização para empresas privadas.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud