Doados US$ 56 milhões para melhorar nutrição de pessoas que vivem com HIV/Sida na Etiópia

12 outubro 2011

Montante, a ser gerido pelo Programa Mundial da Alimentação, vai beneficiar 375 mil pessoas; cerca de 1,1 milhões de pessoas vivem com o vírus que pode provocar a Sida na Etiópia.

[caption id="attachment_206198" align="alignleft" width="350" caption="Valor será aplicado na alimentação"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Etiópia vai beneficiar de uma doação de US$ 56 milhões do Plano de Emergência do Presidente norte-americano de combate à Sida, conhecido por Pepfar, anunciou esta terça-feira o Programa Mundial da Alimentação, PMA.

O valor, a ser gerido pela agência da ONU, será aplicado na alimentação de 375 mil pessoas vivendo com HIV / Sida, nos próximos cinco anos. Cerca de 1,1 milhão vive com o vírus que pode provocar a Sida no país africano.

Apoio Nutricional

Trata-se do maior donativo oferecido pelo Pepfar ao PMA para que sejam levadas a cabo actividades de combate ao HIV/Sida.

Em nota, a directora executiva da agência, Josette Sheeran, disse que a oferta deve “proporcionar o apoio nutricional adequado aos pacientes podendo fazer a diferença entre a vida e a morte.”

Carência

Tal como em vários países em desenvolvimento, quase 95% dos etíopes vivendo com HIV /Sida enfrentam escassez de cuidados de saúde, recursos e medicamentos.

O PMA frisa que para o grupo, uma dieta equilibrada pode ser uma resposta rápida e positiva para a infecção. Estudos indicam que a propagação do HIV é  mais lenta em indivíduos que ingerem mais micronutrientes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud