Três capacetes azuis morrem numa emboscada em Darfur

11 outubro 2011

Grupo foi emboscado por homens armados não identificados durante uma patrulha nocturna a um campo de desalojados internos; ataque eleva para 32 o número de funcionários mortos em acções hostis na região sudanesa.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Três capacetes azuis ao serviço da Força Conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid,  morreram, na noite desta segunda-feira, numa emboscada a um acampamento para deslocados internos da região sudanesa.

Uma nota da missão aponta que os membros da força faziam uma patrulha regular no campo de Zam Zam, quando foram emboscados por um grupo de homens armados não identificados, quando eram cerca de 20h15, hora local.

Conflitos

O acampamento está situado na periferia da capital do estado de Darfur Norte, El Fasher.

Desde 2003, Darfur é assolado por conflitos entre forças governamentais e milícias aliadas que combatem grupos rebeldes. Milhões de civis foram deslocados ou forçados a buscar refúgio em países vizinhos.

A Unamid não revelou as identidades nem as nacionalidades das vítimas, mas avançou que dois eram soldados e o outro agente da polícia. Na emboscada, seis soldados da força ficaram feridos, sendo três em estado grave, e um dos atacantes foi morto.

Investigação

O chefe da Missão, Ibrahim Gambari, condenou veementemente o ataque e pediu às autoridades sudanesas que “dêem início a uma investigação imediata para identificar os autores para que sejam levados à justiça.”

O ataque ocorre dois meses após a morte de um integrante da Unamid na sequência de uma emboscada no sul de Darfur. Desde a chegada da força de paz a Darfur, no início de 2008, 32 funcionários da missão morreram em acções hostis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud