Unesco defende uso de tecnologia espacial para gestão de património africano

4 outubro 2011

Agência apresenta projecto no Congresso Internacional de Astronáutica; evento reúne mais de 5 mil delegados, a partir desta terça-feira, na cidade sul-africana do Cabo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, revelou que ambiciona envolver-se numa potencial iniciativa sobre actividades espaciais na África Austral.

A agência da ONU vai apresentar um projecto de actividades espaciais relacionadas ao seu património, com uma ênfase maior em África.  O projecto foi criado em parceria com a Universidade sul-africana do Cabo.

Monumentos

A proposta inclui a monitorização do Património Mundial em Madagáscar, o apoio ao património da República Democrática do Congo e a documentação de vários monumentos do continente através de uma base de dados.

Mais de 5 mil delegados reúnem-se, a partir desta terça-feira, no Congresso Internacional de Astronáutica, na cidade sul-africana do Cabo.

Os participantes no evento anual, o primeiro realizado em África, incluem líderes de agências espaciais, académicos, pesquisadores, profissionais da indústria e comércio, estudantes e jovens profissionais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud