Navio brasileiro parte esta terça-feira para missão da ONU no Líbano
BR

4 outubro 2011

Segundo Itamaraty, participação de militares do Brasil demonstra compromisso do país com a paz no Oriente Médio; Unifil tem quase 12 mil boinas-azuis.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O governo brasileiro informou que enviará, nesta terça-feira, um navio da Marinha do Brasil para se juntar à Força Interina das Nações Unidas no Líbano, Unifil.

A cessão da embarcação equipada com aeronave e até 300 tripulantes foi aprovada pelo Congresso nacional no último dia 28.

Embargo de Armas

A decisão atendeu a um pedido do governo que foi baseado em argumentos elaborados pelos ministros da Defesa, Celso Amorim, e das Relações Exteriores, Antonio Patriota. Segundo os ministros, o Brasil está demonstrando assim seu compromisso com a promoção da paz no Oriente Médio.

A missão da ONU no Líbano foi reforçada pelo Conselho de Segurança após o conflito de 2006 no país. O navio brasileiro deverá ajudar a monitorar o tráfego da costa libanesa para impedir violações do embargo de armas ao Líbano.

Segundo o Departamento de Operações de Paz, a Unifil tem cerca de 12 mil boinas-azuis no país árabe. A participação do Brasil na reconfiguração da missão foi iniciada este ano com a chegada do contra-almirante brasileiro, Luiz Henrique Caroli. Ele comanda a força-tarefa marítima que conta atualmente com 800 militares.

Segundo uma nota do Itamaraty, o navio brasileiro se juntará a embarcações de outros países incluindo Alemanha e Turquia.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud