ONU abre concurso para projecto de memorial às vítimas do comércio de escravos

30 setembro 2011

Artistas, projectistas, escultores e profissionais de artes visuais de todo o mundo são elegíveis para a competição, com um prémio de US$ 50 mil.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas lançaram um concurso para a selecção do projecto do memorial em honra das Vítimas da Escravidão e do Comércio Transatlântico de Escravos, a ser erguido na sede da organização, em Nova Iorque.

Artistas, projectistas, escultores e profissionais de artes visuais, de todo o mundo, são elegíveis para conceber a obra, sob o tema “Reconhecendo a Tragédia, Considerando o Legado, Para que não nos Esqueçamos” - em tradução livre.

Candidaturas

O prazo de recepção das candidaturas termina a 19 de Dezembro de 2011 e o vencedor, a ser anunciado em 2012, terá direito a um prémio de US$ 50 mil.

A Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, que vai seleccionar as propostas, pediu adesão ao “esforço global para comemorar a história e contributo a vítimas do Comércio Transatlântico de escravos.

Competição

Segundo aponta, a competição deve culminar com um projecto “marcante que deve incorporar o legado de milhões de africanos cativos cujas histórias não contadas, memórias e contributo à humanidade mudaram o mundo.”

Mais informação acerca das regras de participação podem ser encontradas no site sobre o memorial www.unslaverymemorial.org e da Unesco www.unesco.org/culture/slaveroute.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud