Onusida elogia “liderança visionária” da África do Sul no combate ao HIV

28 setembro 2011

De acordo com a agência,  13 milhões de pessoas já aderiram aos serviços de testagem e aconselhamento; centros de saúde aumentam de 490 para os actuais 2 mil.

[caption id="attachment_205580" align="alignleft" width="350" caption="Michel Sidibé elogiou esforços da África do Sul para combater HIV/Sida"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O director executivo do Programa Conjunto da ONU sobre o HIV e Sida, Onusida,  Michel Sidibé, elogiou os resultados da África do Sul na luta contra a doença.

Durante uma semana,  Sidibé visita o país para avaliar os esforços das autoridades para conter a propagação do vírus que pode provocar a Sida.

Resultados

Para o Onusida, a África do Sul mostra “liderança visionária” na resposta à pandemia nos últimos anos. Segundo Sidibé, em pouco tempo, os resultados são visíveis em todo o país.

Sidibé elogiou a campanha de testagem e aconselhamento do HIV, lançada pelo Ministério da Saúde. O número de participantes evoluiu de 2 milhões para 13 milhões de pessoas actuais.

Por outro lado, o número de centros de saúde que oferecem tratamento contra a doença passou de 490 para os actuais 2 mil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud