Quénia perdeu “um pilar de força” com a morte de Wangari Maathai, diz Raila Odinga

26 setembro 2011

Primeiro-ministro queniano elogia papel de Maathai na união, luta pelos direitos humanos e preservação ambiental no Quénia; Mensageira da Paz da ONU perdeu a vida, neste domingo, aos 71 anos em Nairobi.

[caption id="attachment_205395" align="alignleft" width="350" caption="Raila Odinga lamentou a morte de Wangari Maathai"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O primeiro-ministro do Quénia, Raila Odinga, considerou a morte de Wangari Maathai como a perda de um pilar de força do Quénia.

Mensageira da Paz da ONU e primeira mulher africana a receber o Prémio Nobel da Paz, Wangari Maathai perdeu a vida, neste domingo, aos 71 anos na capital queniana, Nairobi.

Batalha contra o Cancro

Em declarações à Rádio ONU, de Nova Iorque, o chefe do governo queniano disse que apesar de ter sabido da batalha de Maathai contra o cancro, não estava preparado para a sua morte.

Raila Odinga considerou a morte de Wangari Maathai um terrível golpe para o Quénia, pelo facto dela ter se pronunciado em prol de várias causas durante os últimos 50 anos. Ele acrescentou que Maathai foi um pilar de força para os quenianos e uma espécie de consciência da nação.

Legado

O chefe do executivo queniano disse que Maathai será lembrada como a mentora de uma campanha que levou as autoridades a recuarem na construção de um grande edifício que seria erguido num parque de Nairobi.

A sua luta por um país unido, pela observância dos direitos humanos além da preservação ambiental também foram apontados por Odinga como grandes feitos da primeira mulher a receber um doutoramento na África Oriental e Central.

Maathai destacou-se por ter abraçado importantes causas ambientais, incluindo a fundação do Movimento Cinturão Verde, que plantou 30 milhões de árvores em África. A iniciativa inspirou a Campanha Mil Milhões de Árvores do Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud