Entrevistas: Moçambique e risco de doenças crónicas não transmissíveis

19 setembro 2011

O Ministro da Saúde de Moçambique, Alexandre Manguele, fala do papel das autoridades do país no combate às doenças crónicas. Ele concedeu entrevista à Rádio ONU, após discursar na Assembleia Geral.

O governante defende campanhas de divulgação de exames de rotina para diminuir o número de mortes, tendo apontado a necessidade de se abordar “patologias cancerígenas que afectam principalmente as mulheres”.

Por seu turno, o cardiologista Albertino Damasceno, que também participou no evento, defendeu a necessidade de maior cooperação entre países em prol no investimento para controlar as doenças.

Damasceno sublinha a importância vital de abordar o tabagismo, alimentação inadequada, sedentarismo, uso nocivo do álcool e outros factores de risco.

Acompanhe as entrevistas concedidas a Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud