ONU pede US$ 350 milhões para apoiar vítimas das cheias no Paquistão

19 setembro 2011

Montante visa ajudar mais de 800 mil pessoas desabrigadas pelas chuvas de monção e cheias que afectam mais de 5 milhões de paquistaneses, no sul.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas lançaram um apelo de US$ 357 milhões para apoiar o governo do Paquistão na assistência a mais de 5 milhões de afectados pelas chuvas de monção e inundações que assolam o sul.

O pedido, avançado esta segunda-feira pelo Centro de Resposta de Emergência, visa garantir comida, água, saneamento, assistência de saúde e abrigo de emergência às famílias mais atingidas, durante seis meses.

Agravamento

De acordo com a ONU, a continuação das chuvas está a agravar a crise humanitária. Pelo menos 824 mil pessoas foram forçadas a deixar as suas casas para abrigos improvisados localizados em terrenos das zonas mais altas das áreas afectadas.

A ONU estima, igualmente, que 5,4 milhões de pessoas foram afectadas pelas cheias nas províncias de Sindh e Baloquistão, onde já foram destruídas cerca de 1 milhão de habitações e perdidos 72% das lavouras.

Abrigos

De acordo com a Subsecretária-geral de Assistência Humanitária, Valerie Amos, a ONU avaliou as necessidades dos deslocados que ocupam mais de 1,5 mil abrigos temporários, tendo activado o mecanismo de coordenação de emergência para garantir a entrega dos bens prioritários.

Em 2010, mais de 2 mil pessoas morreram e 1,6  milhão de casas foram destruídas pelas piores cheias da história do Paquistão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud