Acnur alerta para avalanche de refugiados no Sudão do Sul

16 setembro 2011

Acnur estima em 8 mil o número de deslocados devido aos combates entre o exército sudanês e milícias no estado sudanês.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 8 mil pessoas fugiram de combates entre o exército sudanês e milícias no estado de Kordofan-Sul, anunciou esta sexta-feira o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur.

Em declarações a jornalistas, de Genebra, o porta-voz agência, Adrian Edwards, disse tratar-se dos primeiros refugiados a chegarem ao Sudão do Sul depois da sua independência, a 9 de Julho.

Fuga em Massa

O porta-voz deu conta da fuga maciça dos refugiados, após intensos a ocorrência de combates e ataques aéreos. Ele acrescentou que desde a semana passada, o número de chegadas diárias subiu de 100, em Agosto, para 500 pessoas.

De acordo com a agência, a maioria dos deslocados caminhou durante dias para ter segurança no estado sul-sudanês de Unity, que faz fronteira com as regiões conturbadas do Abyei e os estados de Kordofan-Sul e Nilo Azul.

O Acnur diz esperar que cheguem chegada de mais refugiados ao Sudão do Sul, devido aos bombardeamentos aéreos contínuos em  Kordofan-Sul.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud