Perspectiva Global Reportagens Humanas

Promotor quer que Interpol decrete prisão provisória de Muammar Kadafi BR

Promotor quer que Interpol decrete prisão provisória de Muammar Kadafi

Luis Moreno Ocampo do Tribunal Pena Internacional informou que pedirá à agência a emissão de uma “nota vermelha” sobre o coronel líbio.

[caption id="attachment_204323" align="alignleft" width="350" caption="Medida prevê prisão preventiva de Muammar Kadafi em qualquer parte do mundo"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Tribunal Penal Internacional, TPI, com sede em Haia, irá pedir à Interpol, a polícia internacional, que emita uma “nota vermelha” para capturar o coronel Muammar Kadafi, cujo paradeiro é desconhecido.

O regime de Kadafi, que governou a Líbia, por mais de quatro décadas, sofreu uma ofensiva de grupos rebeldes após uma onda de protestos, que começou em meados de fevereiro.

Assassinatos

De acordo com o promotor do TPI, Luis Moreno Ocampo, o pedido de captura de Kadafi foi feito à Interpol com base na emissão de uma “nota vermelha”.

A medida prevê a prisão preventiva de Muammar Kadafi, em qualquer parte do mundo, por alegações de crimes contra a Humanidade, assassinatos e perseguição.

Segundo o promotor, a prisão do ex-líder líbio “é apenas uma questão de tempo”.

Ocampo informou ainda que está pedindo as prisões pela Interpol do filho de Kadafi, Saif al-Islam e de um colaborador, Abdullah al-Senussi.