ONU pede fim dos desaparecimentos forçados em todos os países
BR

30 agosto 2011

Apelo marca o Dia Internacional das Vítimas de Desaparecimentos Forçados neste 30 de agosto.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas pediram a todos os países do mundo que acabem com o que chamou de “crime hediondo” de desaparecimentos forçados.

Segundo a ONU, um sem número de pessoas desaparecem em prisões secretas ou até em piores condições em casos de conflitos e de tumultos internos.

Locais Secretos

Em comunicado para marcar o Dia Internacional das Vítimas de Desaparecimentos Forçados, neste 30 de agosto, o grupo de trabalho da ONU sobre o tema afirmou que o caso tem sido lembrado pelas famílias das vítimas nos últimos 30 anos.

Segundo o documento, este tipo de crime também inclui os chamados “desaparecimentos por curto período de tempo”. Neste caso, as vítimas são levadas para um local ou locais secretos por semanas ou meses, antes de serem libertadas.

Ratificação

Há relatos sobre pessoas que são torturadas, ou outras que são postas em cativeiro sem terem sido submetidas a um processo judicial.

Segundo o comunicado, este tipo de prática usada para combater o terrorismo, ou o crime organizado deve ser considerada como desaparecimento forçado e portanto, punida.

Em dezembro passado, a Convenção para Proteção de Todas as Pessoas contra o Desaparecimento Forçado entrou em vigor após a ratificação do Iraque.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud