Novo presidente de Cabo Verde apoia promoção da língua portuguesa
BR

29 agosto 2011

Segundo Jorge Carlos Fonseca, o português funciona como ‘cimento’ nas relações com os países da Cplp; segundo ele, idioma continuará em destaque ao lado do crioulo cabo-verdiano.

[caption id="attachment_201560" align="alignleft" width="350" caption="Novo presidente de Cabo Verde diz qeu o português é um instrumento importante para integrar os países da Cplp Imagem: Embaixada de Portugal no Brasil"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O novo presidente de Cabo Verde afirmou que o português continuará sendo a língua oficial de seu país mesmo com esforços para aumentar a afirmação do crioulo, considerado língua materna pelos cabo-verdianos.

Nesta primeira entrevista à Rádio ONU, da Cidade da Praia, Jorge Carlos Fonseca disse que o português é um instrumento importante de relação com os demais integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp.

Continuidade

“A língua portuguesa é a nossa língua oficial portanto independentemente do futuro da língua cabo-verdiana ou do crioulo. A minha ideia é de que a língua portuguesa é uma língua nossa. Tanto nossa como é dos portugueses, dos brasileiros ou dos angolanos. Não creio que seja pensável deixarmos de ter a língua portuguesa como língua oficial. Isso é um cimento importante nas relações entre os países e povos que integram hoje a Cplp”.

Segundo o novo presidente, Cabo Verde está realizando esforços, previstos na Constituição, para afirmar ainda mais o crioulo cabo-verdiano.

O país também abriga o Instituto Internacional de Língua Portuguesa, Iilp, que ajuda a coordenar dentro da Cplp ações de políticas da língua nos oito países que falam o português.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud