Conselho de Segurança faz um minuto de silêncio em memória das vítimas de ataque na Nigéria

26 agosto 2011

Secretário-Geral condena ataque à ONU no país, que provocou 16 mortos e dezenas de feridos; vice-secretária-geral vai coordenar resposta de emergência em Abuja.

[caption id="attachment_203770" align="alignleft" width="350" caption="Ban Ki-moon"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Representantes dos 15 Estados-membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas observaram, esta sexta-feira, em Nova Iorque, um minuto em honra às vítimas do ataque bombista ao edifício da organização na capital nigeriana, Abuja.

Na sessão, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o atentado, que segundo agências de notícias, provocou a morte de pelo menos 16 pessoas e dezenas de feridos. A explosão ocorreu às 11 horas da manhã, horário local.

Resposta de Emergência

No seu pronunciamento, em Nova Iorque, Ban disse ter pedido à vice-secretária-geral, Asha-Rose Migiro, que viaje imediatamente ao país africano.

Ban contou que a vice-secretária-geral será acompanhada pelo chefe de Segurança da ONU e de um subsecretário-geral, na resposta de emergência. O prédio atingido pelo carro-bomba abriga 26 agências humanitárias e de desenvolvimento.

Hospitais Sobrecarregados

De acordo com a imprensa local, os hospitais estão sobrecarregados com a chegada dos feridos, muitos em estado grave.

Segundo o governo, o ataque, que ainda não foi reivindicado, não é só contra a Nigéria, mas contra o mundo inteiro.

Ban Ki-moon informou que vai manter uma conversa telefónica com o presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, sobre o caso.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud