ONU marca encontro urgente para discutir situação líbia

22 agosto 2011

Secretário-Geral pede cessação imediata da violência; segundo agências noticiosas os rebeldes controlam de 80% da capital líbia.

[caption id="attachment_203513" align="alignleft" width="350" caption="Ban Ki-moon falou à imprensa hoje pela manhã"]

Eleutério Guevane da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas marcaram, esta segunda-feira, um encontro urgente com organizações regionais e internacionais para debater a situação na Líbia. O anúncio foi feito pelo Secretário-Geral, na sua primeira reacção à situação no país do norte de África.

Ban Ki-moon disse que a reunião, desta semana, deve envolver entidades como a União Africana, Liga Árabe e Organização da Conferência Islâmica e a União Europeia. Ele apelou às forças do coronel Kadafi que cessem imediatamente à violência e abram caminho para uma transição suave.

Paradeiro de Kadafi

Agências noticiosas apontam que os rebeldes controlam de 80% da capital Trípoli, após a terem tomado de assalto, neste domingo. As informações das agências referem que ainda não é conhecido o paradeiro de Muammar Kadafi.

Sem revelar mais detalhes, o Secretário-Geral prometeu no seu pronunciamente que a comunidade internacional continuará a fazer a sua parte para proteger os civis líbios.

Líderes

Ele falou ainda sobre contactos permanentes com o presidente da União Africana e a alta representante da União Europeia dos Negócios Estrangeiros. Prevê-se ainda que aborde o presidente e os membros do Conselho de Segurança, bem como outros líderes.

O Secretário-Geral  reafirmou a prontidão da ONU em estender “toda a assistência possível” para o povo líbio.

De acordo com Ban, o  seu enviado especial para o país,  Abdul al-Khatib, estabelece contactos com a liderança do Conselho Nacional de Transição líbio, com o qual deverá reunir-se juntamente com o seu conselheiro especial Iain Martin  na capital dos Catar, Doha.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud