Quase 2 mil refugiados da Líbia e Tunísia chegam à Itália
BR

16 agosto 2011

Acnur informa que a maioria são mulheres e crianças que viajam em embarcações precárias.

Yara Costa, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, disse nesta terça-feira que quase 2 mil refugiados da Líbia e Tunísia chegaram à ilha italiana de Lampedusa no fim de semana.

Falando a jornalistas, em Genebra, o porta-voz do Acnur, Adrian Edwards, disse que a maioria - 1,8 mil pessoas -  partiu de Janzour, a 12 quilômetros a oeste de Trípoli, na Líbia. Destes, cerca de 200 eram mulheres e 30 crianças.

Fuga

Das 52 mil pessoas que chegaram à Itália somente neste ano, fugindo da situação no Norte da África, 27 mil partiram da Líbia e o resto da Tunísia.

O Acnur está apoiando iniciativas do governo italiano para o repatriamento voluntário de pessoas que necessitam de proteção internacional.

A agência está preocupada com a tendência de refugiados que aguardam por entrevistas de reassentamento na Tunísia, atravessando de volta para a Líbia para embarcar para a Europa.

Mortes

Até agora 1,5 mil pessoas morreram tentando alcançar a costa italiana por causa das embarcações precárias.

Campanhas de informação em massa estão sendo feitas nos campos de refugiados, alertando para os perigos da viagem.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud