Cepal quer ajudar Haiti a realizar o censo populacional em 2013
BR

12 agosto 2011

O presidente da ilha caribenha, Michel Martelly, visitou a sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe e pediu apoio para o país.

[caption id="attachment_203080" align="alignleft" width="350" caption="Michel Martelly e Alícia Bárcena se encontraram em Santiago, no Chile"]

Yara Costa, da Rádio ONU em Nova York.

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, Cepal, ofereceu colaboração e apoio para a realização do censo da população haitiana em 2013.

A promessa de ajuda foi feita durante a reunião que o presidente do Haiti, Michel Martelly, teve com a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena.

Soluções de Habitação

Martelly disse que quer garantir o acesso à educação para toda a população haitiana, e criar soluções de habitação para as famílias afetadas pelo devastador terremoto que atingiu a ilha em 12 de Janeiro de 2010.

Segundo nota divulgada pela Cepal, o presidente do Haiti quer atrair investimentos para gerar emprego sustentável e desenvolver políticas de descentralização.

Investimentos

Entretanto, Alicia Bárcena lembrou que a organização não é um doador e sim uma instituição cuja a orientação é o pensamento da América Latina e do Caribe a partir da própria região, para que ela possa fornecer ideias e propostas.

A Cepal deve reforçar as capacidades estatísticas no Haiti e explorar as oportunidades para o desenvolvimento produtivo do país caribenho.

Esta foi a primeira visita oficial do presidente do Haiti a um país latino-americano desde que assumiu a presidência em maio deste ano.

Nesta sexta-feira, Michel Martelly deveria se reunir com a presidente da Argentina, Cristina Fernandez, mas o encontro foi adiado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud