Unesco defende centros de acesso público à Internet em Angola

11 agosto 2011

Maria Inês Bastos, consultora Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em Brasília, considera que centros de acesso público aos computadores e à Internet são parte fundamental para a educação sobre Tecnologias de Informação e Comunicação, TICs,  em Angola.

Inês Bastos elogia à recente aprovação do “Livro Branco da Sociedade de Informação”, que define linhas de acção e reconhece a importância da preparação dos angolanos para a sociedade de informação.

De 8 a 11 de Agosto, a  Unesco envolveu 104 funcionários, na sua maioria docentes, num workshop para familiarizar os participantes na abordagem das TICs no quadro das competências para professores.

Acompanhe a entrevista concedida a Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud