Cabo Verde e Portugal em teste de sistema de alerta de tsunamis

10 agosto 2011

Iniciativa visa aperfeiçoar procedimentos de comunicação de mensagens de alerta  através de email, fax, e do sistema de telecomunicações global do Observatório de Istambul, na Turquia.

Anelise Borges, da Rádio ONU em Paris.*

Cabo Verde e Portugal participaram, esta quarta-feira, no primeiro teste geral de comunicação do sistema de alertas de tsunamis. Os dois países de expressão portuguesa integram o grupo de 31 Estados-membros da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da Unesco.

O exercício incluiu o envio de mensagens através de email, fax, e do sistema de telecomunicações global do Observatório de Istambul, na Turquia, para todos os centros nacionais e de pontos de alerta de tsunami.

Procedimentos de Comunicação

A iniciativa visa aperfeiçoar os procedimentos de comunicação de mensagens de alerta entre os Centros do Atlântico Nordeste, Mediterrâneo e de mares de conexão.

Em declarações à Rádio ONU, da Cidade da Praia, a Presidente do Instituto de Meteorologia e Geofísica de Cabo Verde, Ester Araújo Brito, falou da importância da participação do seu país no teste de transmissão de informações.

“Se houver um tsunami nalguma região, ou mesmo nesta região da Macaronésia, esse exercício está a demonstrar que é possível comunicar em tempo real. Cabo Verde não está propriamente numa região com grande actividade sísmica, mas a propagação dos tsunamis pode ser a alguma distância. Como já fazemos parte deste grupo e temos participado na preparação dessas reuniões fornecemos todos os dados para que, em caso de algum alerta, isso seja transmitido imediatamente à rede mundial”

Desastres Naturais

De acordo com a Unesco, a catástrofe no Japão demonstrou de forma dramática como os desastres naturais estão a aumentar em número e impacto, exigindo as melhores ferramentas para antecipar riscos.

Embora a forte actividade sísmica seja historicamente mais frequente no Oceano Pacífico, a zona nordeste do Atlântico e o Mar Mediterrâneo são regiões propensas a tsunami.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud