Portugal ressalta interesse em investir no Sudão do Sul

1 agosto 2011

Segundo embaixador de Portugal junto da ONU, em primeiro contacto, autoridades mostraram-se abertas a intercâmbio com a mais nova nação africana.

[caption id="attachment_202510" align="alignleft" width="350" caption="Comemoração da independência do Sudão do Sul"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Portugal espera pela lista de pedidos de cooperação com o Sudão do Sul, após contacto com os seus governantes, disse à Rádio ONU o embaixador português junto às Nações Unidas.

José Filipe Moraes Cabral manifestou a disposição do seu país em participar em várias áreas de investimento no novo Estado africano, que “carece de todo o tipo de infraestruturas, após ter nascido de um longo processo político.”

Acordo

Depois de um referendo, em Janeiro, o Sudão do Sul tornou-se independente, a 9 de Julho, como parte do Acordo Abrangente de Paz que ditou o fim de 21 anos de conflito com o norte do Sudão.

O diplomata disse ter participado da primeira conversa com ministro de Negócios Estrangeiros do Sudão do Sul, em Nova Iorque, depois do ingresso da nova nação na ONU. Na ocasião, foram abordadas as oportunidades de investimentos de Portugal.

Possibilidades

“Começamos a falar das possibilidades de cooperação de Portugal com a nova República do Sudão do Sul. Há empresas portuguesas que têm experiência em vários domínios que são estratégicos para o novo Estado, como são para qualquer outro. As infra-estruturas, as estradas, os  hospitais e as telecomunicações são sectores em que Portugal tem demonstrado, um pouco por todo o mundo, e particularmente em África, a sua capacidade e a sua experiência específica com bons resultados”, disse.

Para uma fase posterior da “possível cooperação”, Portugal diz-se disponível a apoiar as áreas de gestão turística, captação e novas estruturas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud