Perspectiva Global Reportagens Humanas

Membro de Comitê da ONU quer mais mulheres na política do Timor-Leste BR

Membro de Comitê da ONU quer mais mulheres na política do Timor-Leste

Especialista da Cedaw, Milena Pires, diz que a força feminina pode ajudar a equilibrar as próximas eleições legislativas, marcadas para 2012 na nação do sudeste asiático.

[caption id="attachment_202501" align="alignleft" width="350" caption="Especialista timorense diz que mulheres devem ser o equilíbrio das próximas eleições no país"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Uma das integrantes da Comissão para Eliminação da Discriminação a Mulheres, Cedaw, Milena Pires, disse à Rádio ONU, que as mulheres podem ser um novo fator de equilíbrio nas próximas eleições do Timor-Leste.

O pleito, que deve escolher o novo Parlamento e o primeiro-ministro, está marcado para 2012.

Futuro do País

Milena Pires, que é timorense, falou à Rádio ONU durante o encerramento da 49ª. sessão da Cedaw, em Nova York.

“Gostaria que as mulheres fossem o equilíbrio nas próximas eleições. Em particular, assegurar que as eleições sejam em torno das grandes discussões que precisavam de haver sobre o futuro do país. Enfim, questões de grande interesse sobre o país e não sobre personalidades”, afirmou.

O Timor-Leste, um país de língua oficial portuguesa, no sudeste da Ásia, tornou-se independente em 2002 após um referendo das Nações Unidas.