Unicef quer urgência para salvar mais de um milhão de crianças no sul da Somália

1 agosto 2011

Agência pede prioridade nos esforços para fazer chegar ajuda a 640 mil menores com malnutrição aguda.

[caption id="attachment_202465" align="alignleft" width="350" caption="Unicef aponta existência de 640 mil menores com malnutrição aguda"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

É preciso intervenção urgente para salvar mais de 1, 250 milhão de crianças da região sul da Somália, apontou esta segunda-feira o Fundo da ONU para a Infância, Unicef.

Em comunicado, a agência aponta a existência de 640 mil menores com malnutrição aguda, e apela a todos os intervenientes a assumirem como prioridade o apoio aos esforços para canalizar ajuda às crianças necessitadas.

Fome no Sul

De acordo com a ONU, a fome que assola duas regiões da Somália poderá alastrar para o resto do sul, em dois meses, se a resposta humanitária não corresponder às necessidades crescentes.

No Corno de África, 12,4 milhões de pessoas são alvos da assistência de agências da organização e dos seus parceiros humanitários.

Emergência

A emergência na região africana deverá persistir durante os próximos três a quatro meses prevendo-se um aumento do número necessitados em até 25%, aponta o Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha.

Em coordenação com seus parceiros, o Unicef diz ter montado uma operação de grande escala e está a usar os meios disponíveis para obter suprimentos para a região. Até agora, suplementos foram entregues a  65 mil crianças vítimas da seca no sul da Somália.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud