Ban pede à Síria fim imediato de repressão a manifestantes no país
BR

20 julho 2011

Em nota, emitida pelo porta-voz, Secretário-Geral da ONU disse que todos os lados devem evitar a violência.

[caption id="attachment_201970" align="alignleft" width="350" caption="Secretário-Geral da ONU perdiu ao governo sírio o fim imediato da violência"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu ao governo da Síria o fim imediato da violência contra manifestantes pacíficos no país.

Segundo Ban, a situação de escalada da violência é “profundamente preocupante”.

Funeral

De acordo com agências de notícias, nesta terça-feira, pelo menos 10 pessoas morreram quando forças de segurança abriram fogo num funeral na cidade de Homs, ao norte da capital Damasco.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon voltou a pedir um diálogo construtivo e inclusivo para solucionar a crise.

Agências de direitos humanos dizem que mais de 1,4 mil civis morreram e centenas de policiais perderam a vida nos protestos contra o regime do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Reformas

Para Ban Ki-moon, a prisão em massa de manifestantes não combina com a afirmação de reformas sérias na Síria.

Ele terminou a nota pedindo ao governo sírio que permita o acesso humanitário a areas afetadas e ajude à missão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em seu trabalho de apurar as causas da violência política no país árabe.

*Apresentação: Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud