Atentado contra presidente da Guiné-Conacri condenado pela ONU

19 julho 2011

Secretário-Geral pediu a todos os cidadãos do país que evitem actos de violência que acabam por minar o processo democrático.

[caption id="attachment_201925" align="alignleft" width="350" caption="Alpha Condé é o primeiro líder guineense eleito democraticamente"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas condenaram, esta terça-feira, o ataque à residência do presidente da Guiné-Conacri, Alpha Condé.

Em nota, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que nenhum tipo de diferenças ou desacordos pode justificar a violência numa democracia.

Fogo Cruzado

Segundo agências de notícias, o fogo cruzado teria começado no início da manhã desta terça-feira, quando um membro da segurança do presidente foi morto.

Num pronunciamento na televisão nacional, Alpha Condé pediu calma à população da nação da África Ocidental.

Condé é o primeiro líder guineense eleito democraticamente. Ban Ki-moon pediu à população que de abstenha de actos de violência que possam minar o processo de pacificação e democratização da Guiné-Conacri.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud