Perspectiva Global Reportagens Humanas

Tribunal ordena saída de tropas de área perto de patrimônio da Humanidade BR

Tribunal ordena saída de tropas de área perto de patrimônio da Humanidade

Decisão do Tribunal Internacional de Justiça, TIJ, surge após confrontos entre Tailândia e Camboja sobre templo hinduísta, Preah Vihear, que causaram pelo menos 28 mortes em fevereiro e abril deste ano.

[caption id="attachment_201812" align="alignleft" width="350" caption="Acesso ao templo Prah Vihear deve ser concedido ao Camboja"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova York.*

O Tribunal Internacional de Justiça decidiu, nesta segunda-feira, que as forças da Tailândia e do Camboja estacionadas perto do templo Preah Vihear devem sair do local.

O templo, que é patrimônio histórico da Humanidade desde 2008, está localizado na fronteira dos dois países, mas a entrada principal fica do lado tailandês.

Júri

Em 1962, o tribunal da ONU decidiu que o templo pertencia ao Camboja, mas deixou a área ao redor do santuário sem designação determinada.

No início do ano, as tensões entre os dois países foram reacesas. Pelo menos 28 pessoas morreram em confrontos em fevereiro e abril.

O Camboja decidiu levar o caso ao Tribunal da ONU, em Haia. O país, ao lado da Tailândia, requer a posse das áreas perto do templo, que data do século 11.

O júri decidiu, com 15 votos a favor e um contra, que a Tailândia não deve obstruir o acesso ao templo ao Camboja ou “evitar a passagem de abastecimentos ao seu pessoal não-militar.”

No início do ano, o Secretário-Geral da ONU disse que a solução não será resultado de meios militares, mas sim de diálogo.

*Apresentação: Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.