Conceito de ‘lusofonia global’ gera interesse pela Cplp, diz vice-ministro
BR

14 julho 2011

Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, é composta pelas oito nações que falam o idioma; entrada da Guiné-Equatorial pode ocorrer em 2012, mas bloco já chama a atenção de outros países como Ucrânia, Senegal, República Maurício e Austrália.

[caption id="attachment_201560" align="alignleft" width="350" caption="Imagem: Embaixada de Portugal no Brasil"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O aumento do destaque da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, entre nações que não falam o idioma, pode ser resultado de um novo conceito batizado de ‘lusofonia global’.

A opinião é do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação português, Luís Brites Pereira. Ao ser perguntado pela Rádio ONU sobre a razão do interesse de países como Guiné-Equatorial e Ucrânia, entre outros, no bloco, o ministro lembrou o pilar de articulação política do grupo.

Conhecimento Mútuo

“Se a Cplp está na moda, se me permite a expressão, é porque está a encontrar outras formas de articular países, que à partida, estariam muito distantes fisicamente, mas estão muito próximos, em termos dos valores e da visão que têm do seu desenvolvimento em conjunto. Aqui há uma expressão que vale a pena usar que é ‘lusofonia global’. Esta visão de ser lusófono não está fechada entre ações com os seus membros, outras regiões, outros países. Por isso, há aqui um diálogo, mas o princípio é sempre o mesmo: conhecimento mútuo para identificar interesses e oportunidades que possam ser mutuamente benéficas”, afirmou.

Guiné-Equatorial

De acordo com a assessoria de imprensa da Cplp, a Austrália instruiu seu embaixador em Lisboa para acompanhar o trabalho do bloco, diretamente de sua sede na capital portuguesa.

Senegal tem status de observador associado. Já a Guiné-Equatorial, um país de língua espanhola na África Ocidental, fez do português idioma oficial como visa o requerimento para participar da Cplp.

Uma possível entrada da Guiné na Cplp, como membro permanente, deverá ser analisada em 2012.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud