Sudão do Sul declarado Estado número 193 da ONU

14 julho 2011

Ban pede apoio internacional para a nova nação; candidatura do país africano foi apresentada a 9 de Julho, a data da sua independência.

[caption id="attachment_201467" align="alignleft" width="350" caption="Delegação do Sudão do Sul tem cadeira na sala da Assembléia Geral "]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Sudão do Sul é, desde esta quinta-feira, o novo integrante das Nações Unidas. Discursando na Assembleia Geral da ONU, o Secretário-Geral frisou que, a uma só voz, a comunidade internacional saudava o Estado-membro número 193.

Ban Ki-moon deu as boas-vindas ao Sudão do Sul e considerou que, neste estágio, o país deve estar ciente da tarefa de seguir rumo ao futuro com o seu potencial, recursos abundantes, orgulho e povo trabalhador.

Aclamação

A filiação do Sudão do Sul foi adoptada por aclamação pela Assembleia Geral, após recomendação do Conselho de Segurança na quarta-feira.

A candidatura do país foi apresentada a 9 de Julho, a data da sua independência. A secessão foi decidida em referendo realizado em Janeiro deste ano, com o apoio da ONU.

Maximização do Potencial

De acordo com o Secretário-Geral, é imperativo que as diferenças sejam resolvidas com o mesmo pragmatismo e liderança demonstrados até ao momento. Ban pediu ajuda do mundo para a maximização plena do potencial da nova nação.

A seguir à cerimónia, a bandeira do novo Estado-membro foi içada pela primeira vez na sede da organização, em Nova Iorque.

Ban Ki-moon prometeu que a organização vai ajudar o país a consolidar os seus ganhos, tendo pedido ao norte e ao Sudão do Sul que “caminhem em direcção ao futuro como parceiros e não como rivais.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud