África Subsaariana lança bases para política postal regional

13 julho 2011

Peritos da União Postal Universal apoiaram criação de protocolo que além de serviços de informação inclui componentes de tecnologias de informação e telecomunicação.

[caption id="attachment_201271" align="alignleft" width="350" caption="Protocolo de serviços postais deve ser atualizado"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

Um novo roteiro para estabelecer uma política postal regional para a África Austral foi aprovado por governantes da sub-região.

O protocolo que inclui serviços de informação e tecnologias de informação e telecomunicação teve as emendas feitas por peritos da União Postal Universal, UPU, e da Associação dos Reguladores Postais da África Austral, Sapra.

Expansão

Num encontro recentemente realizado na capital do Botsuana, Gaberone,  ministros dos 11 países, incluindo Angola e Moçambique, comprometeram-se em expandir os serviços postais para regiões onde estes não estão disponíveis ou são limitados.

Representantes de Lesotho, Malawi, Ilhas Maurícias, Namíbia, África do Sul, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabué manifestaram o seu apoio à oferta de serviços acessíveis com maior grau de qualidade.

Actualização

De acordo com a UPU, o protocolo carecia de uma actualização, depois da última, feita em 1998, “ter sido seguida por desenvolvimentos tecnológicos e mudanças que não foram reflectidas no quadro das políticas regionais.”

O documento deve ser submetido ao Conselho de ministros da Comunidade dos Países da África Austral, Sadc, antes de passar para aprovação e adopção pela Cimeira dos Chefes de Estado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud