Vídeo: Sudão do Sul entra na reta final dos preparativos para cerimônia da independência
BR

7 julho 2011

Neste 9 de julho, Sudão do Sul será declarado um novo país na África após referendo, de janeiro, que decidiu pela autonomia; nova nação será torna-se 193 das Nações Unidas.

Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.

A cidade de Juba, no Sudão do Sul, está ganhando visual de capital federal esta semana. Juba, que não tinha muitas vias pavimentadas alguns anos atrás, vai se tornar a capital do Sudão do Sul, que se tornará independente neste dia 9 de julho.

O governo do Sudão do Sul, que organiza os preparativos para a solenidade, tem apressado obras na cidade. O novo aeroporto internacional e o Memorial John Garang, onde a cerimônia deve acontecer esta semana, ainda não estão prontos.

Otimismo

A ministra do desenvolvimento de recursos humanos, Mary Jervas Yak, diz que está otimista sobre a conclusão das obras na cidade, que vai receber cerca de 30 chefes de estados e governos para as celebrações do novo país.

“O desafio agora é o tempo. É verdade que nós começamos as construções tarde, mas eu estou otimista de que vamos cumprir o prazo”, afirma.

As pessoas tem trabalhado dia e noite para concluir o local das cerimônias até o próximo dia nove.

Mulheres da cidade também estão contribuindo limpando as ruas de Juba e plantando canteiros pelas ruas da nova capital.

Cecília Yona, do Ministério da Juventude e dos Esportes, diz que decidiu ajudar quando ficou sabendo dos esforços para melhorar o visual de Juba para a celebração da independência do país.

“Todas as mulheres se uniram para preparar a nossa nação, para que o nosso país possa ser comparado com os outros”, diz.

Segurança

Outro esforço das autoridades no Sudão do Sul é para aumentar a segurança de Juba. Mais de 20 mil militares, guardas presidenciais e policiais foram designados à uma operação para apreender armas ilegais na região. O Comitê de Segurança do novo país apreendeu cerca de 780 armas ilegais na semana passada.

De acordo com a Missão da ONU no Sudão, a UNMIS, o Sudão viveu um conflito de mais de 40 anos. Desde o começo de junho deste ano, choques entre os exércitos do Sudão e do Sudão do Sul desalojaram mais de 7 mil pessoas na região do Kordofan do Sul.

Bandeira

Com o apoio da Unmis, o governo do Sudão do Sul também planeja hastear a bandeira do novo país no pico mais alto das Montanhas Imatong, localizadas a 190 km de Juba. As montanhas são as mais altas do Sudão e possuem mais de 3 mil m de altura.

O Sudão do Sul vai manter a bandeira adotada após o Acordo Abrangente de Paz, que adotou o referendo que determinou a criação de um novo país. O símbolo nacional costumava representar o Movimento de Libertação do Sudão, o Splm.

As cores da bandeira do Sudão do Sul são preto, representando a população sul-sudanesa, o branco simbolizando a paz, vermelho para lembrar o sangue derramado durante a guerra, o verde representando a terra, azul para simbolizar as águas do Nilo, e uma estrela dourada que representa a união de todos os estados sul-sudaneses.

A bandeira do Sul do Sudão também vai ser hasteada na sede das Nações Unidas, em Nova York, demonstrando a inclusão do estado número 193 na ONU.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud