Número de seguranças particulares sobe em todo o mundo, diz ONU
BR

7 julho 2011

Relatório da organização sugere que mundo tem cerca de 20 milhões de guardas privados, quase o dobro do total de policiais em todo o globo.

[caption id="attachment_200628" align="alignleft" width="350" caption="Brasil está entre os maiores exportadores de armas de fogo do mundo, segundo dados de 2008"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

Um estudo das Nações Unidas revelou que o mundo tem cerca de 20 milhões de seguranças particulares. A informação é parte da Pesquisa sobre Pequenas Armas, divulgada nesta quarta-feira, em Genebra.

Pelos dados da ONU, o número de guardas particulares representa quase o dobro do total de policiais em todo o globo. Mas o volume de armas de fogo entre os seguranças particulares é menor que entre forças do Estado.

Aeroportos e Fronteiras

A pesqusia foi publicada pelo Instituto de Graduação de Estudos Internacionais e de Desenvolvimento. Em 70 países, seguranças particulares carregam 4 milhões de armas de fogo, comparados a 26 milhões de revólveres e outros armamentos usados por agentes de segurança de governos.

A presença de guardas privados contratados é mais frequente em aeroportos, entre fronteiras, prisões e em ruas públicas.

De acordo com a pesquisa, não há provas de que empresas privadas de segurança estariam envolvidas em transações ilegais de compras de armas.

O mercado annual de armas leves, pequenas e munições está em cerca de US$ 7 bilhões, equivalentes a mais de R$ 10,5 bilhões. Entre os maiores exportadores de armas de fogo eem 2008 estavam Estados Unidos, Itália, Alemanha, Brasil, e Suíça.

Os três maiores compradores são Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha.

*Apresentação: Luisa Leme, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud