Estudo investiga eficácia de criação de instituto africano de receitas

6 julho 2011

De acordo com o Banco Mundial, pesquisa online vai apurar uso, desafios, custos e alternativas para receitas de migrantes; africanos enviam anualmente US$ 40 mil milhões para casa.

[caption id="attachment_200385" align="alignleft" width="350" caption="Banco Mundial estuda instituto africano de receitas"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

Uma pesquisa online apurar o uso, desafios, custos e alternativas para receitas de migrantes foi lançada pela organização de um instituto africano sobre a matéria.O estudo, que integra um programa de consultas e diálogo com as partes, recolhe informações através do website da União Africana.

De acordo com o Banco Mundial, uma série de questões especificas dirigidas aos remetentes de receitas para envolver vários migrantes em discussões para a partilha de conhecimentos sobre o tema.

Financiamento

O projecto conta com um financiamento de 1,6 milhões euros da União europeia, através do Banco Mundial. A implementação é feita em colaboração com a Comissão da União Africana.

Paralelamente ao estudo, uma consulta a decorrer de 6 a 8 de Julho na capital etíope, Adis Abeba, deve envolver governos, políticos e membros de sector privado e diásporas no desenvolvimento de recomendações e um plano de acção para a criação, estrutura e administração do novo instituto sobre receitas de migrantes.

Falta de Transparência

De acordo com o Banco Mundial, pretende-se abordar a falta de transparência nos serviços de envio de receitas. As opiniões de usuários da Internet também vão devem sugerir o papel da organização africana e do instituto a ser criado.

Há preocupações crescentes sobre a necessidade de criação de uma instituição dedicada ao apoio de países africanos, na busca de respostas para melhor utilização dos US$ 40 mil milhões anualmente provenientes dos migrantes do continente.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud